sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Lua Nova



Aguardem a T-shirt Oficial de lançamento do filme no Brasil...

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Alice in Wonderland


A grande expectativa de lançamento do filme Alice in Wonderland de Tim Burton em março de 2010 já é fato.
A influência do conto icônico no mundo é trazido dessa vez de forma, imagens e detalhes decadentes com todo o excesso que somente quem já leu o livro de Lewis Carroll poderá entender.
É da incrível fantasia de infância, e inserção a espaços mágicos que conduzem aos mundos mais loucos, que designers e estilistas, fotógrafos e artistas estão se inspirando e explorando cada vez mais essas imagens.
Transformando roupas em sonhos tão lisérgicos como os de Alice.
O filme chega ao Brasil em 16 de Abril de 2010.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Eu Não sou de Plástico


A querida Lilian Pacce fez uma exposição chamada “Eu não sou de Plástico”, apresentada em setembro do ano passado, no Porão das Artes, no Parque do Ibirapuera e que percorreu algumas capitais brasileiras...
Hoje é o lançamento do livro Ecobags no Shopping Cidade Jardim
Grande abraço a todos os envolvidos no projeto!

Photo: Ecobag Cavalera by Wlad Conejo

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

HRP-4C





Don't Stop the Fashion System...and power of the love...lol

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Zyban


Apresentação
ZYBAN® é apresentado na forma de comprimidos de liberação lenta, contendo 150 mg de cloridrato de bupropiona, acondicionados em blister e embalados em cartucho com 60 comprimidos.

Características
Mecanismo de ação: A bupropiona é um inibidor, relativamente seletivo, da recaptação de catecolaminas (norepinefrina e dopamina), com mínimo efeito na recaptação de indolaminas (serotonina) e não inibindo a monoaminoxidase (MAO). O exato mecanismo de ação através do qual a bupropiona aumenta a capacidade dos pacientes em abster-se do ato de fumar...

Indicações terapêuticas
ZYBAN® é indicado no tratamento da dependência à nicotina e como adjuvante na cessação tabágica ...

Será que não seria melhor gastar com menos campanhas sarcásticas e mais com resultados efetivos?... Quem está preocupado com quem?

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

MODS


A subcultura mod teve início com algumas turmas de garotos adolescentes com conexões familiares com o comércio de tecidos em Londres em 1958. Esses primeiros mods eram geralmente de classe média, obcecados com tendências da moda e estilos musicais, como ternos italianos bem justos, jazz moderno e rhythm and blues. Sua vida social urbana era impulsionada, em parte, por anfetaminas. É crença popular que os mods e seus rivais, os rockers, foram uma evolução dos Teddy boys, uma subcultura da Inglaterra da década de 50. Os Teddy boys eram influenciados pelo rockabilly norte-americano, usavam trajes Edwardianos e penteados pomposos. No entanto, não existe um contínuo histórico consistente entre os Teddy Boys e os Mods, cujas origens se encontram fora do espectro do rock and roll... Wow!

domingo, 5 de julho de 2009

TRANSFORME-SE


A felicidade é como uma borboleta. Quanto mais você a persegue, mais ela se esquiva.
Mas se você voltar sua atenção para outras coisas ela virá pousar calmamente nos seus ombros.Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses...
Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom ...
Percebemos também que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você, e que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
E aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem que ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutar para realizar todas as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação, é fato.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.
E somos.
E como diz Agrado, personagem de Pedro Almodovar : “porque una es más auténtica cuanto más se parece a lo que ha soñado de si misma”
TRANSFORME-SE

domingo, 21 de junho de 2009

LUBRIFICANDO A ALMA


"Vivemos correndo de um lado para o outro com tanta intensidade que esquecemos
de lubrificar a alma. São pressões que vêm de todas as direções e precisamos
estar aptos para suportar toda essa carga cotidiana. Os níveis elevados de
ansiedade e estresse podem nos atingir fatalmente quando não sabemos lidar com
eles.
Portanto, o nosso equilíbrio diário não pode ser desprezado. É importante
possuirmos a capacidade de produzir e de ter uma vida de qualidade, afinal,
estas duas coisas são essenciais e dependem do equilíbrio de quatro partes de
cada um de nós: corpo, mente, coração e espírito.
Também é fundamental buscarmos nosso auto-conhecimento, aprendermos a viver,
sabermos com clareza o que é melhor para nós. Seria a família? Os verdadeiros
amigos? – aquelas pessoas que sempre estarão ao nosso lado dispostas a nos
ajudar, independentemente de qualquer coisa, cargo ou posição.
Temos que aprender a dizer não, sem que nos sintamos culpados ou achemos que
estamos magoando alguém. Quando pretendemos agradar a todos, fatalmente,
correremos um enorme desgaste. Diga não quando não houver possibilidade e diga
o porquê do não.
Quem planeja leva uma grande vantagem no item equilíbrio. O planejamento diário
também é importante, mas sempre deixando um espaço para o improviso, pois nem
tudo depende apenas de nós.
Em cada momento somente uma única tarefa deve ser focada. Quando tentamos fazer
muitas coisas ao mesmo tempo, acabamos por não fazer nada com precisão.
Precisamos tirar da cabeça que somos imprescindíveis. Seja no trabalho, em
nossa casa, numa associação, tudo, absolutamente tudo, anda sem a nossa
atuação. A única coisa que deixa de a ndar sem a nossa presença somos nós mesmos.
Estamos sempre necessitando da ajuda de outras pessoas. As grandes conquistas
não conseguimos atingi-las sozinhos. O segredo é usar o bom senso para pedir
auxílio às pessoas certas.
Precisamos acreditar e confiar no maior número possível de pessoas. Porém,
existirão aquelas que merecem cem por cento de nossa confiança. São exatamente
elas que ouvirão o nosso desabafo, conhecerão as nossas fraquezas, afinal,
somos seres humanos e todos têm seus pontos fracos.
Nunca devemos ter convicções ou crenças fechadas. É essencial para o nosso
sucesso e felicidade estarmos abertos a substituir aquilo que pensamos ser
verdade por uma “verdade verdadeira”.
Muitas vezes damos valor ao lixo mental, àqueles comentários maldosos que fazem
a nosso respeito. Sejamos pró-ativos. Nada nos atingirá se não consentirmos.
Temos, sim, que valorizar aquilo que falam de bem, sem manter convencimentos
ou “sapatos altos”.
E por fim, jamais deixemos de cultivar três inabaláveis amigas: intuição,
inocência e fé."
Sonia Cândido

Sim, do mundo nada se leva. Mas é formidável ter uma porção de coisas a que dizer adeus...
Prefiro acreditar que não nos dissemos adeus, mas que nos separamos para que o destino nos dê um reencontro feliz...um dia...

Picture: Infinito by Wlad Conejo

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Inverno


No dia em que fui mais feliz eu vi um avião se espelhar no seu olhar até sumir
De lá pra cá não sei, caminho ao longo do canal
Faço longas cartas pra ninguém e o inverno no Leblon é quase glacial...
...lá mesmo esqueci, que o destino sempre me quis só, no deserto sem saudade, sem remorso, sem amarras, barco embriagado ao mar
Não sei o que em mim só quer me lembrar que um dia o céu reuniu-se à terra um instante por nós dois pouco antes do ocidente se assombrar...
No dia em que fui mais feliz
Eu vi um avião
Se espelhar no seu olhar até sumir

A.C.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Begin to Hope


Amar alguém é curtir o correr dos dias ao lado, tirando, a cada oportunidade, o peso devastador das expectativas, porque é da leveza que nasce a harmonia.
É sentir (e não saber—o que faz toda a diferença) que ele precisará da minha ajuda tanto quanto eu de um ombro para descansar; que o fim não mede a beleza de uma relação, assim como a morte não anula quem fomos; que nada, nem ninguém, arrancará de mim as sensações que me fazem ser quem sou (e que precisarei, sozinho, não destruí-las, mas lidar com elas).

Entender que a obrigação de me salvar é absolutamente minha.

Hoje sei exatamente o que me faz amar alguém: o amor existir.

Quando é necessário justificá-lo, procurá-lo, racionalizá-lo, é sinal de que ele não está ali.

Ou talvez esteja, adormecido, racionalizado, com o intuito de auto-proteção.
Não se entregar demais, e acabar traindo o azul que ama com o castanho que conhecemos superficialmente, afinal o novo não nos aflige até que o conhecemos mais adiante.
É fácil, prático, fulgás.

Amor não se define, amor se vive, amor se dá, amor se divide...

O novo está em tudo sempre que observamos.

Amar alguém é ter a liberdade de ser.

Só ou não.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Alguns


ALGUNS DANÇAM

Escapei então dos tristes limites da terra
E dancei pelos céus em alegres asas de prata
Em direção ao sol!
Experimentei o júbilo de nuvens cortadas pelo sol
E fiz mil coisas das quais nunca sonhei...
Rodopiar, planar e oscilar...
E com silente expectativa caminhei
Na santidade inviolável do espaço
E estendendo minha mão
Toco na face de Deus

ALGUNS BEBEM

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto
Me lembrou Carlitos...
A lua
Tal qual a dona do bordel
Pedia a cada estrela fria
Um brilho de aluguel

ALGUNS LÊEM SHAKESPEARE

Quando me tratas mau e, desprezado,
Sinto que o meu valor vês com desdém,
Lutando contra mim, fico a teu lado
E, inda perjuro, provo que és um bem.
Conhecendo melhor meus próprios erros,
A te apoiar te ponho a par da história
De ocultas faltas, onde estou enfermo;
Então, ao me perder, tens toda a glória.
Mas lucro também tiro desse ofício:
Curvando sobre ti amor tamanho,
Mal que me faço me traz benefício,
Pois o que ganhas duas vezes ganho.
Assim é o meu amor e a ti o reporto:
Por ti todas as culpas eu suporto.

ALGUNS SÃO MÃES

1 Mulher, ou fêmea de animal que teve um ou mais filhos. 2 Dir Ascendente feminino em primeiro grau. 3 Causa ou origem de alguma coisa. 4 Lugar onde uma coisa teve origem. 5 Pessoa que protege muito a outra.

ALGUNS SÃO DIFERENTES...

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Vida ao Contrário



A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente.

Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.

Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo.
Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar.
Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando.
E termina tudo com um ótimo orgasmo!
Não seria perfeito?

Poderia ser mais extenso e amplo,e descrever em termos técnicos sobre O Curioso Caso de Benjamin Button com Brad Pitt e Cate Blanchett, uma adaptação da obra de F. Scott Fitzgerald, mas Chaplin já sintetiza com primor a tão bela história em pouquíssimas linhas

Estréia em 16 de janeiro nos cinemas brasileiros pela distribuidora Warner Bros Entertainment Inc.