sexta-feira, 9 de maio de 2008

Saudade Eletrônica



Viver de maneira que sua presença não seja notada, mas que sua ausência seja sentida.
Quando as pessoas inventaram a distância, esqueceram que existia a saudade.
Os meios mudaram e devido ao “avanço tecnológico” (?), a maneira de “sentir saudades” também mudou.
Saudade via site de relacionamento, saudade via banda larga.

Saudade Eletrônica...

Não acredito, por exemplo, que seja possível ter um campo de futebol com capacidade para 100.000 pessoas completamente lotado de Amigos, porque amizade envolve algo chamado cumplicidade, amor, intimidade, preocupação, e a ausência, Saudades.

Cicrana te adicionou como “Amigo” e logo já tem “Saudades”

Sou completamente despretensioso em definir a palavra Amigo, mas sei que eles conhecem quando estou triste pelo som da minha voz e eu sei quando algo os aflige pelo seu modo de olhar. Dae então, eu prefiro levá-los num bar para tomar uma cerveja ou para um caffe para comer pão de queijo, do que ficar passando sermão insosso.
Com eles a gente se sente a vontade tanto numa Opera quanto num passeio ao Capão Redondo, e não é pelos sucessos e vitórias que nos gostamos, ou pelo menos, não só por eles.
Nesse caso, impossível não sentir a ausência, a verdadeira Saudade, palavra essa que é dita como um cumprimento na maioria das vezes por ai, como um educado Bom Dia.
Dita como Saudade Eletrônica.

Saudade é felicidade abafada – agora.

Picture: Iced Keyboard

4 comentários:

Fabio Allves disse...

Ehhhhh que "saudade" que estava dos seus textos... Beijos

Anônimo disse...

sabe, querido, vivem me dizendo que a saudade dói .. que nada .. a saudade demonstra algo nobre, para aqueles que amam amar, a saudade é um regozijo ...

beijos, querido, e see you :)

Danilo disse...

Oi Senhor Coll.elho

A cada dia gosto mais dos seus pensamentos e devaneios.

A descrição do seu comportamento amigo, é bem você!!!

Quando vocês (a trupe) me levaram pra tomar cerveja ou comer pão de queijo?!?

Para que exista amizade é necessário que se tenha uma troca constante, se não for assim o outro lhe será apenas um mero conhecido...

Quanto a saudade diz um velho deitado que:

"A saudade é feita de distância e tempo"

Faz muito tempo que não lhe vejo, ou seja...

... estou com saudadenhas!

Beijo, beijo querido.

o blog da Denise disse...

Sentir saudades é como estar apaixonado. Só quando acontece você sabe que realmente existe, e não tem dúvidas sobre o que está sentindo. Podemos dizer que amamos com a mesma facilidade que dizemos que temos saudades. Não existe nada científico que comprove. Deveria existir uma lei natural que impedisse a banalização das palavras, que deixasse mudos a todos que tentassem pronunciar aquilo que estão conscientes de não sentir.